Salvar o solo

Jan 16, 2017 | Aprenda, Blogue

Este ano fui convidada para participar na Terra Sã a Feira de Agricultura Biológica organizada pela Agrobio (Associação de Agricultura Biológica) que se realizou em Lisboa nos dias 3 e 4 de Dezembro de 2016.

salvar o solo

O desafio era participar numa palestra dedicada à importância do solo. Este convite para participar na Terra Sã deveu-se, sobretudo, a um trabalho que comecei a desenvolver este ano, num espaço que a Azeitona Verde tem em Lisboa, no Príncipe Real, chamado A Sociedade. Aqui, entre muitos eventos que organizamos ligados à alimentação, ambiente e sustentabilidade, conta-se o “Conversas experimentais à volta da mesa”, em que convidamos um grupo de pessoas especialistas em áreas ligadas à alimentação – produtores, biólogos, cientistas, comerciantes, chefes – e onde cada um fala da sua área e alerta sobre o que está bem e o que está mal na produção, e o que deveríamos fazer para mudar. Nesse mesmo grupo, estão incluídos jornalistas e bloggers, com o intuito de que a  informação seja partilhada, pois, infelizmente, há muitas coisas que estão erradas na produção da comida que comemos e que o consumidor não sabe. É importante, por isso, fazer chegar informação verdadeira e credível aos consumidores, para os tornar mais seguros e conscientes nas suas escolhas.

E o que é que isto tem a ver com o solo, perguntam vocês?

Tem tudo a ver, porque nesta matéria dependemos em grande parte do solo.

Quem já nos conhece sabe, não sou Engenheira Agrónoma, mas tudo o que sei é por paixão, curiosidade, muito estudo e experiência.

Falar sobre o que está acontecer ao solo era um dos temas que estava previsto para uma das próximas conversas n’ A Sociedade e, daí, termos trazido o tema até à Terra Sã.

O solo é ainda hoje um mistério para uma grande parte de nós. Se eu perguntar a uma pessoa na rua se o mar tem vida, irá dizer, sem hesitar, que sim, mas se perguntar o mesmo sobre o solo, muitos não vão responder com a mesma rapidez, pois, infelizmente, uma grande parte das pessoas, quando pensa em solo, vê apenas um bocado de terra, um substrato, algo castanho e inerte, mas o solo é tão mais que isso…

Apesar de conhecer o solo, devido ao contacto que mantenho por ser agricultora biológica, e do trabalho que fazemos na quinta para o preservar e melhorar constantemente, penso que nem eu realizava a importância do que está debaixo dos nossos pés, até estudar mais sobre o tema.

O solo é um sistema vivo, com funções muito importantes, mas a maior parte de nós não está suficientemente consciente do seu valor, sendo, por isso, essencial falar dessas funções, desmistificando-as, para lhes dar o devido mérito.
A principal de todas é reconhecermos que há vida no solo e que a temos de respeitar. Afinal, dele provêm 99% dos alimentos globais para consumo humano.

Continua no próximo post.